Related Posts with Thumbnails
Related Posts with Thumbnails

[Recap] Bruins fica na frente 3 vezes mas sofre virada dos Leafs no OT

Os Bruins enfrentaram ontem o Maple Leafs no Air Canadá Centre em Toronto.Para isso eu vou fazer a análise periodo por período e o overtime e depois darei a minha opinião sobre a partida. Então como diria Goulart de Andrade, vem comigo:[...]


1º. Período: Já de cara começamos na frente, logo com menos de 3 minutos de jogo. Depois ganhar um face-off, Seidenberg manda um slap shot pouco depois da blue line e, depois do rebote do goleiro Gustavsson, Recchi só empurra para o fundo das redes. Mas, ainda no primeiro período, começariam os primeiros sinais que a defesa não estaria em mais uma noite feliz (para variar de novo!!!), principalmente a linha Stuart-Wideman. Os Leafs tiveram três chances claras para o empate mas todas impedidas por Tim Thomas, que voltou a fazer uma grande partida, apesar do que aconteceria no segundo período.


2º. Período: O segundo começou com Bruins a toda velocidade no ataque dando trabalho à Gustavsson. Primeiro com um Slap Shot de Sturm e depois com o rebote de Recchi. Depois com Hunwick que teve o chute desviado por Ryder, após bonita finta (Spin-O-Rama) de Kreijci. E por fim, o mais perigoso de todos, um Wrist shot de Wideman que atingiu a trave direita após belo passe de Wheeler. Todos essas chances aconteceram em 3 minutos (dos 6 aos 9 minutos).

Lucic na área de ataque tem o passe interceptado pelo patins de Schenn que logo após passa para Primeau, que ganha de Hunwick, vai sozinho para o ataque e manda por entre as pernas do Thomas para empatar a partida. Isso mesmo!!! O maior defeito de Thomas aparecendo de novo, o Five Hole que sempre o prejudica.

Mas três minutos depois os Bruins ficariam novamente na frente. Com dois homens a mais os ursos partiram para o ataque e após ótimo passe de Kreijci, Wideman dispara um Slap Shot, Gustavsson defende, mas Sturm estava do lado dele, livre e sem nenhuma marcação. Aí ficou fácil aproveitar o rebote e desempatar a partida.

Mas (de novo) no final do período os Leafs empatariam com Gunnarsson, após bobeada da defesa que viu Kulemin ganhar o puck, tocar para Kessel (sim ele mesmo) e daí passar para o defensor que mandou sem dó nem piedade para o gol de Thomas, que nada pôde fazer. E a defesa (estavam Stuart-Wideman para variar) assistindo tudo de camarote nem para tentar bloquear ou desviar o chute do sujeito.


3º. Período: Como nos dois períodos anteriores, os Bruins começam com tudo no ataque. Logo no início, Lucic manda um Wrist na trave após ganhar o puck na zona de defesa.

Pouco depois Bergeron começa uma jogada por de trás do gol de Gustavsson, em seguida, Wideman chuta para a defesa do goleiro e que após a confusão entre ele e Recchi, o puck sobra para o mesmo Bergeron desempatar a partida. Pronto, os Bruins pela terceira vez estava a frente no placar.

Mas os Leafs partiram para o ataque dando trabalho ao Thomas. E após certa pressão em cima do time, eles seriam recompensados. Após mais um lance furado, Schenn toca para Stalberg chutar na cara de Thomas. Thomas pegou, mas nem ele nem a famosa dupla de defensores (Stuart-Wideman) conseguiram afastar o puck que acabou sobrando para Caputi de backhand empatar pela terceira vez a partida e colocar de uma vez por todas os Maple Leafs na partida. Devo salientar que era a partida estréia de Caputi pelos Leafs em Toronto, já que o mesmo foi envolvido em trade com o agora pingüim Alexei Ponikarovsky.

Bom a partir daí o que se viu foi um show de belos ataques dos Maple (liderados por Kessel) e um festival de bizarrices da defesa dos Bruins (em especial... a dupla Stuart-Wideman) assistindo a tudo como se nada estivesse acontecendo.

E o jogo só foi para o OT porque o Thomas, justificando o Vezina ganho no ano passado, fez dois milagres nos cinco minutos finais da partida. Em ambos os lances, o ataque perdia o puck e Kessel (ficando atrás da “dupla de defensores”) recebia o puck dos centrais Para ir sozinho ao gol e definir a partida. Mas Thomas segurou a barra (e até a mascara no segundo lance) e impediu o desastre.

Over Time (Prorrogação): Aí fomos para a prorrogação... mas a situação não mudou. O jeito naquela hora seria segurar o ímpeto do Ataque do Leafs e levar o jogo para os Shoutouts. Mas não aconteceu.

O que se viu foi um amplo domínio dos Leafs na zona de ataque, a defesa vendo-os jogar e o Thomas segurando todas. Mas após duas chances claras de gol, uma chance desperdiçada por Kreijci em seguida, Grabovski partia para o ataque em 2 contra 2, tirou Hunwick da jogada, Ryder não alcançou o disco, e aí ficou fácil para Kulemin fintar Thomas (que não teve culpa na jogada) e mandar para os redes fechando a partida por 4 a 3. Detalhe a “dupla de defensores” estava voltando para a defesa na hora do gol após perderem o disco na zona de ataque.Pode essa???.

Análise geral: A falta de Savard parece que não foi sentida pelos atacantes da equipe visto que, em especial, Recchi (que foi a segunda estrela do jogo com 1 gol e 2 assistências), Bergeron, Strum e Kreijci fizeram uma boa partida e foram eficientes nos momentos em que foram exigidos no ataque.

Thomas, apesar do Five Hole tomado no primeiro gol, fez outra ótima partida com 26 defesas e parece cada vez reconquistar a confiança da comissão técnica e dos torcedores, mesmo que não impeça a volta de Rask (que ficou no banco ontem) no próximo jogo.

Agora grande parte dos créditos dessa derrota se deve em especial, de novo, às linhas de defesa. Principalmente a Stuart e Wideman (que, diga-se de passagem, ofensivamente foi muito bem ontem criando as jogadas de dois dos gols do time). Esse foi o caso que a ausência de Chara na partida fez muita falta não só aos dois, mas a defesa inteira que se mostrou muito insegura durante a partida.


Os Bruins com isso chegaram a sua segunda derrota consecutiva e podem ser encostados pelos Rangers que jogam hoje contra os Devils em New Jersey.

Campanha: 29-24-12, 70 pts.

Classificação: Divisão Noroeste: 4º / Conferência Leste: 8º / Liga: 17º

Próximo jogo: Philadelphia Flyers, quinta dia 11/03 às 21h00 no horário de Brasília, no Wachovia Center em Philadelphia, Pennsylvania.


http://img42.imageshack.us/img42/1869/transparentad.png