Related Posts with Thumbnails
Related Posts with Thumbnails

Thomas Conquista Seu 4º Shutout na Temporada e o Bruins Passa Fácil Pelo Devils

Boston Bruins 3 x 0 NJ Devils
O Bruins iniciava esse jogo não apenas com desejo de vitória, mas com necessidade de garantir mais 2 pontos na tabela contra um time que vêm vivendo um de seus piores momentos em sua história. Nathan Horton voltaria a marcar, Blake Wheeler calaria a boca dos críticos e Tim Thomas novamente em uma atuação sólida, seriam alguns dos ingredientes que temperaram essa vitória do Boston Bruins sobre o fraco time do New Jersey Devils.[...]

Finalmente o Bruins começaria a partida com uma postura muito mais agressiva ofensivamente em comparação ao que vimos nos últimos jogos. E logo aos 17 minutos já conseguiríamos um powerplay, após um espetacular passe de Thornton para Daniel Paille que partiria com uma incrível velocidade para a zona ofensiva. Brodeur faria uma defesa espetacular no lance mas Volchenkov iria direto ao penalty box após fazer um claríssimo hooking. Além do primeiro powerplay do Bruins na partida também veríamos naquele momento a primeira briga do Bruins na partida, e seria entre Rod Pelley e Adam Mcquaid.

Apesar do Bruins não ter conseguido marcar naquela oportunidade, logo conseguiríamos colocar o puck na net após o time do Devils nos presentear com uma oportunidade de 5 on 3 no powerplay. Os jogadores de New Jersey que cometeríam as penalidades seríam Adam Mair e Matthew Corrente. O gol do Bruins seria marcado por Michael Ryder, que mesmo não estando em um perfeito ângulo para o disparo, conseguiria gerar dúvidas em Martin Brodeur sobre o que ele faria com o puck. Digo isso pois, além de Ryder está a um pouco mais de 1 metro do gol, todos os 3 forwards do Bruins se posicionavam, em linha, logo a frente do goleiro do Devils. A dúvida seria se Ryder iria passar para seus companheiro tentassem encaixar um one timer, ou se ele enviaria o disparo direto ao gol. E nesse momento de hesitação, Ryder marcaria o 1º gol do Bruins na partida. Lembrando que o time de Boston não começava à frente do placar desde sua última partida contra o Pittsburgh Penguins.

Logo no início do segundo período, o Bruins já conseguiria encaixar seu segundo gol na partida, tendo sido ele marcado por Nathan Horton, com assistências de Lucic e Chara. O gol de Horton aconteceria após ele desferir um belo wrist shot de longa distância que encontraria o canto direito inferior de Brodeur. O time manteria sua postura agressiva. Que o diga Mark Stuart que estava em uma noite não menos do que ESPETACULAR. O defensivo do Bruins distribuiu body checks impressionantes durante toda a partida.

O próximo gol do Bruins apenas sairia no início do 3º período e seria assinado por Blake Wheeler, com assistências de Mark Recchi e Jordan Caron. Nada melhor do que marcar gols como resposta aos críticos não? E foi isso que Wheeler fez. Em um belíssimo snap shot, Wheeler encontraria o ângulo esquerdo de Brodeur e faria 3 a 0 para o time de Boston. Apesar de termos marcado gol nesse 3º período, quem na verdade o dominaria seria o time do Devils que bombardearia Tim Thomas com 14 disparos. Porém Tim Thomas, em mais uma noite inspirada, fecharia o gol de Boston, terminando a partida com um total de 28 defesas em 28 disparos. Por outro lado, Martin Brodeur amarguraria mais uma derrota na temporada, tendo cedido 3 gols em 24 disparos.

Destaques: Destaco na partida as atuações de Mark Stuart que esteve em seu melhor jogo da temporada, Tim Thomas e Mark Recchi.


http://img42.imageshack.us/img42/1869/transparentad.png