Related Posts with Thumbnails
Related Posts with Thumbnails

Bruins destrói Canucks em Vancouver e conquista a Stanley Cup

Boston Bruins 4 x 0 Vancouver Canucks
Bruins viajava para Vancouver para a sétima e decisiva partida contra o Canucks. Savard e Horton, contundidos, seriam as ausências.[...]


Primeiro Período. Bruins e Canucks fizeram um período bastante estudado e sendo mais disputado na neutral zone. As tentativas ofensivas foram bastante limitadas, não muito incisivas, e o Bruins soube aproveitar isso. Aos 14min37s, Marchand fica com a sobra após faceoff na offensive zone, faz boa jogada individual na direita se livrando de Sami Salo, e assiste Bergeron pelo meio, que no one timer marcaria o gol do Bruins.

Segundo Período. Com a vantagem no placar, o Bruins passou a jogar mais defensivamente e tentando explorar o ponto fraco do Canucks, que tem sido a defesa. E em mais uma grande jogada individual, aos 12min13s, Marchand, no wrap around, marcaria o segundo gol do Bruins. O Canucks então partiu para o tudo ou nada e durante um powerplay, aos 17min35s, Campbell vence o faceoff na defensive zone, Bergeron bate Ehrhoff no skate, parte no breakaway, sofre hooking, mas o puck entra e o Bruins conseguiria o shorthanded goal e 3-0 no placar.

Terceiro Período. O Canucks começou o período pressionando, até conseguiu duas boas oportunidades de gol, uma com Daniel Sedin que acertou a trave de Thomas e outra em jogada individual de Kesler, que Thomas fez grande defesa, mas no geral o nervosismo do time canadense acabou favorecendo o forte jogo defensivo do Bruins, que mais uma vez montou a trap e esperou o tempo passar, ou erros do adversário. Aos 16min50s, o Canucks partia para o empty net, tentando o milagre de virar o placar em três minutos, mas aos 17min16s, Bergeron rouba o puck de Burrows na neutral zone, Marchand fica com a sobra, parte pela direita, chuta e marcaria o empty net goal e selando a vitória do Bruins. Placar final, Bruins 4-0 Canucks.

Análise Geral. Sendo o sétimo e decisivo jogo da disputa da Stanley Cup, era até esperado um comportamento diferente de ambos os times e o primeiro período foi exatamente isso, com duas equipes extremamente cautelosas na defesa e com ataque bastante trabalhado. E foi em uma jogada individual de Marchand que o Bruins chegaria ao seu gol. O placar adverso fez com que o Canucks mudasse de postura para o segundo período e com isso o jogo defensivo do Bruins, aliado a uma noite inspirada de Bergeron e Marchand, resultaram em mais dois gols no segundo período. O terceiro período foi um pesadelo para o time canadense, que tentou pressionar desde o ínicio, mas seu ataque era pouco eficiente e o Bruins ainda conseguiria mais um gol. Resumindo, literalmente o sistema defensivo do Bruins matou o poderio ofensivo do Canucks e isso ficou bastante evidente no cômputo geral da série, onde o time canadense somente conseguiu oito gols em sete jogos. Por outro lado, o Bruins foi uma força ofensiva, com vinte e três gols nos sete jogos. Individualmnete Marchand e Bergeron foram os melhores jogadores, criando muitas jogadas ofensivas e aplicando intenso forecheck sobre a defesa do Canucks. A fourth line também esteve bem, Paille-Campbell-Thornton fizeram a melhor partida da série, conseguindo bons shifts (jogadas). Na defesa o time esteve bem, somente cometendo um erro com Chara. Thomas fez 37 defesas, mas pouquíssimas foram realmente complicadas. Pouca ação dos special teams, com apenas uma chance no powerplay e duas no penalty kill.

http://img42.imageshack.us/img42/1869/transparentad.png